sexta-feira, 15 de dezembro de 2017

E o NATAL aqui está...


Trabalho dos Alunos


Visita do Pai Natal


Distribuição de Presentes


Trenó



Trabalhos dos Alunos em exposição


Cinema na Biblioteca


Exposição


Sala de Professores


Lindo.

segunda-feira, 4 de dezembro de 2017

Utilização do Centro de Recursos...


Este mês, uma situação de certo modo imprevisível levou a que tivéssemos encerrados 4 dias. Saída de uma Assistente Operacional e acidente em serviço de outra. Com uma nova colocação ao nível dos Assistentes Operacionais, tivemos um tempo de adaptação com a Assistente Liliana Fernandes que efectuou excelentes progressos e integra agora com a Assistente Elsa Costa a equipa da Biblioteca. Boa sorte e parabéns às duas.
Nota de destaque para as 18 requisições domiciliárias. 

terça-feira, 7 de novembro de 2017

segunda-feira, 6 de novembro de 2017

sexta-feira, 3 de novembro de 2017

quinta-feira, 2 de novembro de 2017

Aberta a época natalícia na Biblioteca...






Estatísticas de utilização...


Curioso este segundo mês de utilização. Excelente número de utilizadores para estudar. Contributo valioso da iniciativa Pilhas de Livros para a leitura presencial. 725 utilizadores na informática...relação direta sem dúvida com o tempo de verão que se fez sentir e levou os alunos para os espaços exteriores (?)...

terça-feira, 31 de outubro de 2017

Pilhas de Livros 2017...Boa participação...

Um total de 208 alunos passaram pela iniciativa. Uma boa recuperação face ao ano passado e uma boa média de participação diária. No final a comunidade escolar de parabéns.

segunda-feira, 30 de outubro de 2017

Entrevista com a Drª Isabel Antunes...Coordenadora Interconcelhia da Rede de Bibliotecas Escolares.

O nosso blogue inicia este ano um conjunto de entrevistas que pensamos vão contribuir para a formação e valorização do conhecimento na nossa área. Fizemos o primeiro desafio à Drª ISABEL ANTUNES, Coordenadora Interconcelhia da Rede de Bibliotecas Escolares para Amadora, Odivelas e Sintra que nos tem acompanhado nestes últimos anos e registamos aqui a sua opinião.


Drª Isabel qual o seu conceito de Biblioteca Escolar? 

A Biblioteca Escolar é o centro nevrálgico da informação virada para o conhecimento. É promotora da mudança ao dar resposta aos desafios constantes da sociedade do século XXI. Intervém em áreas tradicionais e em áreas que emergem do uso massificado das Tecnologias da Informação e Comunicação e que exigem novas literacias. Responde, não só, aos desafios dos novos currículos, mas a múltiplas competências. Os novos tempos exigem uma biblioteca escolar com um papel fundamental na construção de uma sociedade de cidadãos cultos e participativos. Uma biblioteca escolar como sinónimo de um espaço dinâmico, que luta contras as diferenças e promove os grandes objetivos educativos publicitados pelas sociedades democráticas modernas. A biblioteca escolar assume as funções: informativa, educativa, cultural e recreativa. Promove as competências literácicas dos alunos e a visão que a aprendizagem se faz ao longo da vida acompanhando as mudanças da sociedade e do mundo.

As Bibliotecas Escolares no Concelho de Sintra em números. Quantas, em que níveis escolares estão?

 São 55 as Bibliotecas Escolares, do concelho de Sintra, integradas na Rede de Bibliotecas Escolares. Estando integradas todas as bibliotecas escolares das escolas básicas dos 2º e 3º ciclos e do ensino secundário. 24 escolas básicas do 1º ciclo com Jardim de Infância, 4 escolas básicas do 1º Ciclo, 18 escolas básicas com 2º e 3º Ciclos, 8 escolas básicas e secundárias e 1 escola secundária.

Satisfeita com a prestação dos Professores Bibliotecários? 

Cabe ao Professor Bibliotecário um papel complexo que abarca um vasto número de campos de ação. É um gestor, é um parceiro no processo educativo, é um especialista em informação, é um comunicador, é um líder que responde às mudanças e antecipa outras. Os Professores Bibliotecários do concelho têm procurado responder, positivamente, com empenho e profissionalismo, aos desafios a que estão sempre sujeitos. Acreditam na sua missão.

Quais as maiores dificuldades das Bibliotecas Escolares, a nível concelhio? 

As bibliotecas escolares, do concelho de Sintra, deparam-se, a nível geral, com dificuldades que são transversais à generalidade das bibliotecas escolares. Destaco o reduzido número de recursos humanos, docentes e não docentes. Esta situação dificulta a constituição de boas equipas da biblioteca escolar, com o número suficiente de elementos e de horas, para responderem positivamente aos desafios diários.



Que papel para a Biblioteca Escolar no processo ensino-aprendizagem? 

A biblioteca escolar é um centro de recursos que tem um papel fundamental no processo de ensino-aprendizagem, apoiando os professores no desenvolvimento do currículo e na concretização de atividades e projetos, respondendo aos ritmos diferenciados de aprendizagem dos alunos. Práticas inovadoras e um trabalho colaborativo entre a biblioteca escolar e a sala de aula, fazem com que esta assuma um papel muito importante na recolha e validação da informação e no apoio ao desenvolvimento das competências curriculares, literácicas e de formação global dos alunos. O sucesso educativo está sempre presente na atuação da Biblioteca Escolar. A Biblioteca Escolar apresenta-se, como um aliado incondicional de todos os professores que sentem que os alunos para atingirem as competências delineadas para os vários níveis da escolaridade devem tomar contacto com uma grande diversidade de fontes. Colocando, lado a lado, vários suportes informativos, disponibilizando recursos materiais e humanos, a Biblioteca Escolar está apta para criar e pôr em ação programas eficazes, que respondam a questões prementes do ensino-aprendizagem. 

Digital vs Papel, quem vai ganhar? 

As bibliotecas atuais, que se pretende que sejam bibliotecas híbridas, são caracterizadas pela convivência entre recursos documentais impressos e digitais, locais e à distância. A coleção digital é cada vez mais uma das partes da coleção da biblioteca. As bibliotecas escolares devem estar atentas e preparadas para o seu crescimento em dimensão e importância, respondendo às necessidades e interesses dos seus utilizadores. A coexistência do digital e do impresso é fundamental nas bibliotecas. Cada vez mais os leitores procuram e utilizam outros formatos de leitura. A nossa preocupação não deve estar na busca de um vencedor, se o digital ou o impresso, mas na criação de mais e melhores leitores. Leitores competentes, em todos os suportes. 



Para onde queremos e podemos caminhar? 

A Biblioteca Escolar tem como centro das suas preocupações os seus utilizadores. Precisa conhecer as suas necessidades para lhes proporcionar serviços organizados que respondam com rapidez e eficiência. A Biblioteca Escolar e o professor-bibliotecário devem contribuir positivamente para o desenvolvimento das literacias, articulando eficazmente com a sala de aula e o currículo. É fundamental que o professor-bibliotecário se assuma como relevante no desenvolvimento do processo de ensino-aprendizagem, demonstrando que a biblioteca escolar não quer estar isolada, pelo contrário, quer participar em todas as atividades e prioridades da escola. Neste sentido a comunicação e a demonstração de evidências do trabalho realizado é fulcral também nas relações com a direção do AE/Escola. A biblioteca escolar e o professor-bibliotecário devem ser reconhecidos por toda a escola como essenciais no desenvolvimento do processo educativo. 

Muito obrigado Drª Isabel Antunes. Bem-haja e votos de continuidade do excelente trabalho de coordenação que tem vindo a desenvolver em Sintra.

quinta-feira, 26 de outubro de 2017

Oferta do Prof. Bruno Gil...


Valorizado o acervo documental em francês. Muito obrigado Professor Bruno.

quarta-feira, 25 de outubro de 2017

terça-feira, 24 de outubro de 2017

terça-feira, 3 de outubro de 2017

CONCURSO DA PORTO EDITORA , Literacia3D

Inscrições abertas para 2017.2018. Toda a informação aqui:



Utilização do Centro de Recursos...

Primeiro mês fechado... destaque para os 187 utilizadores que vieram estudar e trabalhar... não deve ser estranho o facto de estarmos com a continuidade para o secundário a funcionar em pleno este ano...