terça-feira, 14 de setembro de 2021

LER e ESCREVER…


 

LER E ESCREVER

26/07/2021

Duas competências essenciais


A evolução do percurso escolar exige o desenvolvimento de capacidades específicas em vários domínios. Centremo-nos hoje em aspetos particulares da leitura e da escrita.

A leitura é um domínio fundamental em qualquer disciplina escolar, na medida em que ela está relacionada com a capacidade de ler um texto e de reconstruir os seus significados por meio da ativação de processos de compreensão. Para que o desenvolvimento da competência de leitura de textos diversificados tenha lugar, é importante que o aluno desenvolva experiências de leitura plurais e polifacetadas. Diversificar os textos, aceder a muitos textos, explorar textos de natureza diversa são os primeiros passos que poderão fazer a diferença no amadurecimento da capacidade de ler, que deve começar a ser estimulada ainda antes de o aluno iniciar o processo de alfabetização.

Em termos particulares, a abordagem de cada texto deve envolver passos como os seguintes:

·       Assegurar que o aluno tem conhecimentos no âmbito do tema tratado; ativá-los ou promovê-los antes de dar início à leitura;

·       Trabalhar o vocabulário potencialmente desconhecido antes de entrar no texto para que o aluno consiga aceder aos significados essenciais no decurso da leitura;

·       Desenvolver a capacidade de reconstruir significados a partir do contexto, de forma a que o desconhecimento de uma palavra não funcione como barreira impeditiva do avanço da leitura;

·       Promover várias leituras do texto com objetivos diversificados, começando pela identificação da informação explícita e avançando para a reconstrução da informação implícita.

Noutro plano, surge o desenvolvimento da competência da escrita e, numa área particular, encontra-se a capacidade de resumir a informação de um dado texto. Esta é uma competência muito importante no plano escolar porque permite identificar e extrair a informação essencial de textos de extensão maior.

Os primeiros passos na técnica do resumo exigem a compreensão do texto fonte, seguida da identificação da informação mais importante. Após esta fase inicial, o aluno poderá passar à elaboração de um novo texto que apresenta apenas a informação nuclear do texto de partida. Poderá também optar-se por elaborar um esquema que estruture esta mesma informação essencial. Em fases mais avançadas, será possível prever o resumo de dois ou mais textos que tratem o mesmo assunto, de forma a condensar e reunir informação pertinente.

Os avanços no percurso de aprendizagem assentam em competências que são desenvolvidas na aula de Português, o que é mais um fator comprovativo da importância estruturante desta disciplina na construção do caminho de aprendizagem de qualquer aluno.

Por Carla Marques

segunda-feira, 6 de setembro de 2021

Oferta da Fundação Francisco Manuel dos Santos em parceria com a RBE...

 Preciosa e valiosa oferta da FFMS que em parceria com a RBE coloca nas escolas nada mais nada menos do que 200 livros e publicações.

Muito obrigado ao Presidente da FFMS Dr. Jaime Gama e à Coordenadora da RBE Drª Manuela Pargana Silva. Iremos dar-lhe o melhor uso de certeza...


Carlos Garcia
Professor Bibliotecário



OFERTAS PARA A BIBLIOTECA

 Quando a comunidade repete ofertas, ficamos muito orgulhosos, por duas razões: significa que as pessoas sentiram que estavam a contribuir para uma valorização e ao mesmo tempo sentem que vale a pena e acreditam nessa valorização.

Pois mais uma vez, a Assistente Operacional CRISTINA CASTANHEIRA  e a Colega OLGA ALVES nos contemplam com magnificas ofertas que muito vão valorizar a nossa Biblioteca. Acresce o facto de a nossa Colega Olga Alves, nem sequer pertencer aos quadros do Agrupamento e nos facultar acervo oferecido pelos seus netos. 

Bem-hajam, Cristina Castanheira:


e Olga Alves.


Eternamente AGRADECIDOS.

Carlos Garcia
Professor Bibliotecário




quinta-feira, 2 de setembro de 2021

Da Coordenadora Nacional da RBE...

 Caro(a) professor(a) bibliotecário(a), 


No arranque deste novo ano, temos a esperança de poder retomar finalmente a plenitude da nossa presença nos espaços seguros e tranquilos das bibliotecas. Embora a hibridez dos tempos atuais venha exigindo às bibliotecas uma componente digital muito significativa, a experiência recente mostrou-nos que é igualmente essencial regressarmos à vivência em comunidade, com uma presença física regular. 

Para 2021-2022, foi estabelecida como grande desígnio para a Educação a recuperação das aprendizagens que, ao longo dos últimos dois anos, não se fizeram como necessário. Para isso, as escolas estão convocadas para definirem e implementarem as estratégias que consideram mais eficazes e ajustadas às suas comunidades. Como sempre, as bibliotecas estão ao serviço da implementação dessas estratégias, sempre disponíveis para colaborar na consecução das medidas desenhadas. 

Paralelamente, as atuais circunstâncias, têm vindo a reforçar a importância da educação e da escola e, naturalmente, da biblioteca escolar, na formação dos alunos e na assunção de uma atitude face a si e aos outros que mostre curiosidade, sentido crítico, entendimento e compreensão das grandes questões que a humanidade enfrenta, assim como das diferentes realidades que o mundo integra. 

Para apoiar a ação das bibliotecas escolares, os professores bibliotecários sabem que podem sempre contar com o gabinete coordenador da Rede de Bibliotecas e com a orientação, o apoio e a colaboração do coordenador interconcelhio da RBE, elemento de ligação entre a ação central e local. 

Desejando que, em conjunto, continuemos a trabalhar para proporcionar a todos os alunos as melhores condições e oportunidades para serem, estarem e aprenderem, vimos desejar um bom trabalho e um excelente ano letivo 2021-2022. 


Um abraço amigo, 

 

Manuela Pargana Silva    

Coordenadora Nacional da Rede de Bibliotecas Escolares 

HORÁRIO CENTRO DE RECURSOS